PR negocia volta à Caixa de vice afastada por suspeitas de corrupção

O Partido da República (PR) tenta reconduzir Deusdina dos Reis Pereira à Vice-presidência de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Econômica Federal, informa o repórter Nilson Klava, da GloboNews.

Deusdina foi afastada do cargo pelo governo, em janeiro, juntamente com outros três diretores do banco depois de recomendação do Ministério Público Federal do Distrito Federal e do próprio Banco Central.

As recomendações tinham como base suspeitas de corrupção na Caixa investigadas pelo MPF e pela Polícia Federal, nas Operações Greenfield e Sépsis, que investigam, entre outros crimes, desvios no Fundo de Investimento do FGTS (FI-FGTS).

Deusdina dos Reis é suspeita de ter vinculado a aprovação de um empréstimo de R$ 200 milhões para a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) à nomeação dela própria para uma vaga no Conselho de Administração da estatal mineira.

Em fevereiro, ela foi absolvida por 3 votos a 2 pela Comissão de Ética da Presidência da República.
É justamente com esse argumento que o partido pretende evitar que o nome de Deusdina tenha que passar novamente pelo Conselho de Administração da Caixa, como é determinado pelo novo estatuto do banco, aprovado logo após os afastamentos.

O argumento seria de que Deusdina não representaria uma nova indicação, mas apenas seria reconduzida ao cargo.

O presidente do partido, Valdemar Costa Neto, teve uma audiência com o presidente Michel Temer na última quarta-feira (18), no Palácio do Planalto. O encontro constava da agenda do presidente.

O assunto foi tratado nesse encontro, mas não houve nenhum encaminhamento por parte do governo.