Meirelles é lançando oficialmente pré-candidato do MDB à Presidência da República

O anunciou foi feito pelo próprio presidente Michel Temer, durante encontro realizado pelo MDB

O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, foi lançado nesta terça-feira, 22, pré-candidato do MDB à Presidência da República.

O anunciou foi feito pelo próprio presidente Michel Temer, durante encontro realizado pelo MDB na sede da Fundação Ulysses Guimarães, em Brasília. Temer pretendeu concorrer à reeleição, mas foi pressionado pelos emedebistas a desistir da ideia e anunciar logo o ex-ministro, com vistas a ganhar tempo na corrida sucessória ao Planalto, e tornar o nome de Meirelles amplamente conhecido entre os diversos segmentos sociais e nas regiões brasileiras.

Ao o documento “Encontro com o futuro”, Temer classificou Meirelles como “o melhor entre os melhores” para representar o partido nas eleições presidenciais de outubro deste ano.

Romero Jucá no lançamento do documento Encontro com o Futuro que acabou apresentando Henrique Meirelles à Presidência do Brasil
Romero Jucá no lançamento do documento Encontro com o Futuro que acabou apresentando Henrique Meirelles à Presidência do Brasil

“Ficarei orgulhosíssimo se um dia Meirelles for proclamado, pelo voto popular, presidente do Brasil. O Meirelles é o melhor entre os melhores. Por isso, tem condições de estar à frente do nosso partido e à frente da nossa campanha eleitoral. Chamamos você e chamamos para ser presidente do Brasil”, declarou.

Competências

Ao falar da competência de Meirelles, Temer lembrou que “se há dois anos atrás dissesse que esse nome conseguiria baixar a inflação, os juros e ainda fazer a Bolsa bater recordes, com 86, 87 pontos, se há dois anos dissesse que o Meirelles viria para o MDB e estaria aqui lançando o Encontro com toda certeza diriam: Temer, conta outra.”

“E foi por isso que escolhi o Meirelles para conduzir a economia e fiz a escolha corretíssima. É correto, homem simples de Goiás que ganhou o mundo, nome mais do que honrado”, completou.

Ataques

O presidente alertou que Meirelles vai enfrentar os ataques ao governo. “Escolhas sempre foram marcas do nosso governo. Sou realista: sei o que fiz e o que não fiz; o que falei e o que falam por mim. Se estou resistente, é porque estamos com a verdade e ela nos fortalece. A dor da acusação injusta não vai nos paralisar. Do meu momento cuido eu, do país cuidamos todos nós, o MDB”, disse.

Mais lidas nesse momento