Comoção e tristeza marcam enterro de dona de lanchonete morta por engano

Familiares e amigos se despediram de Sarah que morreu por engano enquanto trabalhava

O corpo de Sarah Maria Carvalho Gonçalves, de 33 anos foi enterrado na manhã deste domingo, (21/01), no Cemitério da Igualdade, no município de Parnaíba. Familiares e amigos se despediram de Sarah que morreu por engano enquanto trabalhava.

Foto:  Blog do Pessoa
Foto: Blog do Pessoa

A proprietária de uma lanchonete foi morta em seu estabelecimento de trabalho localizado na estrada da Pedra do Sal, na Ilha de Santa Isabel em Parnaíba quando dois homens em uma moto Fan de cor preta chegaram e efetuaram vários disparos para atingir um cliente que estava na lanchonete da vítima.

Foto: Blog do Pessoa
Foto: Blog do Pessoa

Emocionados, familiares e amigos questionaram durante o enterro “Mais quantas mães de família precisam morrer? Até quando vai ser preciso a polícia prender e a justiça soltar?”.

Foto: Blog do Pessoa
Foto: Blog do Pessoa

Entenda o caso

Sarah Maria Carvalho Gonçalves, de 33 anos, proprietária de uma lanchonete foi morta a tiros na noite desta sexta-feira (19/01), no bairro Ilha Grande Santa Isabel, no município de Parnaíba.

Sarah Carvalho (Foto: Reprodução Facebook)
Sarah Carvalho (Foto: Reprodução Facebook)

De acordo com informações repassadas pela polícia, Sarah Maria foi morta de forma acidental. Os bandidos foram para matar outra pessoa e acabaram matando Sarah Maria. Dois homens em uma moto teriam chegado ao local procurando um homem chamado Maiquinho , mas este conseguiu escapar e os tiros acertaram a cabeça da proprietária da lanchonete.

Sarah Maria morreu no local do crime. A polícia foi acionada, realizou diligências nas proximidades, mas nenhum suspeito foi detido.

Mais lidas nesse momento