Em protesto, mais de 150 caminhões interditam BR-247 em Uruçuí

Caminhoneiros protestam contra o elevado preço do combustível

Caminhoneiros em todo o país estão protestando contra o aumento no preço do combustível. No Piauí, na cidade de Uruçuí, que fica a 498 km da capital, cerca de 150 caminhões estão interditando a passagem na BR-247.

Segundo o tenente coronel Nelson Feitosa, da Polícia Militar de Uruçuí, o protesto pacífico acontece há 10 km da entrada da cidade. Segundo ele, a aglomeração teve inicio às 07:30h desta terça-feira (22) e ainda não tem previsão para término.

“Nós negociamos com eles pelo menos a liberação parcial em um dos lados da via, para que ambulâncias, transporte de passageiros e ônibus possam circular. Eles tocaram fogo em alguns pneus e bloquearam acessos à cidade. O movimento por enquanto é pacífico, mas sem previsão para término”, explica o tenente coronel Feitosa.

Ele conta em outras cidades acontecem manifestações de caminhoneiros também, como por exemplo, na cidade de São Domingos do Azeitão, localizada no maranhão e distante 120 km de Uruçuí.

Protestos Nacionais

A categoria vem reclamando do reajuste dos preços dos combustíveis, que é feito quase diariamente e sempre aumentando seu valor. Na tarde desta segunda-feira(21) foram registradas manifestações em mais de 20 estados do país.

Segundo informações do site ‘Agência Brasil’, os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, e de Minas Energia, Moreira Franco, se encontrarão hoje (22), a partir das  9h, com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, para uma conversar sobre o assunto.

Segundo a ‘Agência Brasil’, no final da tarde desta segunda-feira (21), o presidente Michel Temer convocou uma reunião de emergência para tratar do mesmo tema com os ministros Moreira Franco (Minas e Energia), Eduardo Guardia (Fazenda), Eliseu Padilha (Casa Civil), Esteves Colnago (Planejamento) e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.