A desmoralização do planejamento

Os órgãos do setor primário do Piaui, tipo SDR e Emater, não conseguiram fazer chegar ao menos a dez das 17 regionais do Emater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural) as sementes que deveriam ser distribuídas a agricultores familiares. Fevereiro avança para o fim e as janelas para plantio dessas sementes se fecharam faz tempo. A situação é realmente um exemplo muito bem acabado de inépcia, porque até as maçanetas dos prédios do Emater conhecem o calendário agrícola do Piauí. Assim, é bastante espantoso que as sementes não estivessem em poder dos agricultores antes que se abrisse no calendário das datas tecnicamente estabelecidas para a semeadura. Neste caso, nem cabe a clássica desculpa de que houve atraso no processo de licitação ou ainda que o aporte de recursos não foi feito no tempo devido para pagamento dos fornecedores.

Leia mais na coluna do jornalista Arimatéia Azevedo

Mais lidas nesse momento