Chico Buarque quebra silêncio e fala sobre ataques nas ruas e na internet

O silêncio foi quebrado na noite desta quarta-feira

Chico Buarque, enfim, falou! O cantor e compositor carioca se manteve em silêncio nos últimos anos sobre os ataques que recebe nas ruas e na internet por conta de suas posições políticas. Mas o silêncio foi quebrado na noite desta quarta-feira (13), no palco, na estreia nacional do show Caravanas, no Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte.

Chico Buarque em imagem de 2016, no Rio de Janeiro (Foto: Alexandre Durão/G1)
Chico Buarque em imagem de 2016, no Rio de Janeiro (Foto: Alexandre Durão/G1)

A fala foi feita no embalo do forte coro de "Fora, Temer!", puxado pela plateia após Chico cantar a música "Grande hotel" em homenagem ao baterista Wilson das Neves, músico que morreu neste ano e a quem o show é dedicado.

"Tem que gritar mesmo! E para ouvir. No começo, não ouvi direito porque estou usando fones de ouvido. Aliás, acho que vou passar a usar esses fones permanentemente lá no Rio, onde eu gosto de caminhar. Moro num bairro carioca onde mora muita gente fina. Quando caminho, eu ouço frases como 'Viado! Vá para Cuba. Viado! Vai passear em Paris'. O único consenso é o viado", afirmou Chico, irônico, sendo aplaudido pela plateia.

Na sequência, Chico cantou a música "Gota d'água", dos versos 'E qualquer desatenção, faça não! Pode ser a gota d'água'. A música já estava prevista no roteiro, mas soou como um recado político do cantor aos desafetos.

Mais lidas nesse momento