PT recua na exigência da vaga de vice-governador e agora quer Regina Sousa na chapa de senador

O PT não quer ser apenas a escada que vai facilitar a eleição de deputados de partidos aliados, não receber nada em troca a pretexto de já ter a vaga de governador na chapa majoritária e se contentar com isso. Depois de reafirmar a disposição do partido de ir para a disputa por cadeiras na Assembléia com chapa pura, o deputado e presidente do partido Assis Carvalho disse que o PT pode até ceder e firmar uma aliança proporcional mas quer outra vaga na chapa majoritária: vice-governador ou senador.

Regina Sousa (Foto: reprodução Portal AZ)
Regina Sousa (Foto: reprodução Portal AZ)

A intenção do PT é garantir que a senadora Regina Sousa não seja descartada da chapa simplesmente porque alguns partidos da base insistem que seu partido deve ficar com a vaga de senador somente. A um deputado do PT, Assis disse que Regina Sousa tem amplas chances de disputar a vaga que ocupa atualmente em condições de vencer, uma vez que a disputa está em aberto e os índices de intenção de votos apurados por pesquisas mostram que ela é uma opção viável para o senado.

Não é só a vaga de vice-governador que vem sendo pleiteada por partidos da base do governo. PSD, PDT e PSL vêm reivindicando a vaga mas insistindo que a coligação deve ser em todos os níveis. Assis Carvalho, que é presidente do PT, porém, se mantém firme na defesa da posição do partido e já comunicou ao governador que na convenção essa decisão será colocada para votação. Se os partidos quiserem a aliança proporcional com o PT, disse o deputado que ouviu de Assis, abram mão da vaga majoritária.