Oposição prepara lista de candidatos a deputado federal para tentar segurar cadeiras na Câmara

Pelo menos 12 nomes estão incluídos numa lista de candidatos para compor a chapa de candidatos a deputado federal da aliança de partidos da oposição (PSDB/PSB/DEM) para a disputa das 10 vagas que o Piauí tem na Câmara Federal. A idéia é lançar uma chapa com pelo menos 15 candidatos com vistas a somar legendas suficientes para tentar garantir as três cadeiras que os partidos de oposição têm hoje na Câmara e estão ocupadas por Átila Lira e Rodrigo Martins, do PSB, e Heráclito Fortes, que vai se filiar ao DEM.

Hoje, sem uma chapa que some legendas para garantir as cadeiras, a oposição corre o risco de eleger apenas um deputado, podendo garantir um segundo pela sobra de votos. As projeções apontam um total de 180 mil votos para um partido conquistar uma cadeira; com pouco mais 300 mil (se ficar com a maior sobra) uma segunda cadeira pode ser assegurada. Para ter as três cadeiras, a soma terá que chegar (isso se o quociente eleitoral for mesmo de 180 mil votos) maior que 450 mil votos.

Por essa razão é que a oposição está articulando a formação de uma chapa com cerca de 12 candidatos novos. O PSDB já apresentou dois nomes: o do vereador Joninha e da médica e ex-presidente do Sindicado dos Médicos Ana Lúcia que se filiou ao partido na última quinta-feira (08).