Cargos federais de indicação de Rodrigo Martins devem ser divididos entre deputados de 3 partidos

Pelo critério, Mainha, o menos votado, pode ficar com indicação da Chesf
Pelo critério, Mainha, o menos votado, pode ficar com indicação da Chesf

Os cargos federais no Piauí que eram de indicação do deputado Rodrigo Martins (PSB) não devem ser divididos com apenas um deputado. Uma reunião com os deputados Heráclito Fortes (PSB), Júlio César (PSD) e Mainha (PP) deve acontecer na próxima semana no Gabinete Civil da Presidência da República para definir os critérios que serão usados para decidir qual cargo caberá a cada um. A tendência, segundo apurou o blog, é que o critério a ser proposto na ocasião é a votação na última eleição. Com isso, o cargo mais desejado iria para o deputado mais votado dentre os que pleiteiam a indicação. Se o critério for aceito, Júlio César fica com a superintendência do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), enquanto Fortes com a superintendência do INSS e Mainha com a indicação para a Chesf. O PTB, que também está pleiteando um dos cargos, dificilmente terá sua reivindicação atendida.