Até parece o pantanal matogrossense

Quem transita hoje pela macrorregião de São Raimundo Nonato, uma região do semiárido piauiense, conhecida nacionalmente pela sua baixa precipitação de chuva na época considerada invernosa, julga que está em outra região do país, dado o volume de chuva que vem caindo nos últimos dias, transformando uma região extremamente seca, num verdadeiro pantanal, porque as partes baixas dessa macrorregião estão completamente tomadas por águas de chuva.

Isso que afirmo acima, o meu caro leitor constatará, observando as imagens que ilustram esta matéria. O povo desta região, anda com um sorriso largo, porque chuva para nós que habitamos esta região é motivo de muita alegria, até mesmo para o agricultor que por falta de orientação dos órgãos de extensão rural, sofrem prejuízos, plantando antes do tempo, porque não dispõe de dados precisos do serviço de meteorologia.

Em países ricos como os EUA, o agricultor só planta suas sementes após buscar informações juntos ao serviço de meteorologia e do ministério de Agricultura, das secretarias de Agricultura estaduais e municipais.

Com essa elevada precipitação de chuva neste inverno (época chuvosa), as barragens já começam a sangrar o que sugere que o principal reservatório de água desta região, a Barragem da Onça, receberá muita água, o que significa afastar um pesadelo que a população desta macrorregião vinha sofrendo com estiagem que já durava quase dez anos, podendo ser comparada com a Seca de 15. É óbvio que com os recursos de que dispõe hoje, as secretarias de defesa Civil e o Exército Brasileiro.  


Barragem da Onça estava no volume morto