Bradesco escarnece da população

Hoje foi um dia inesquecível para nós.

Necessitando fazer um pagamento no Bradesco, chegamos à agencia do referido banco localizada na Avenida João XXIII, às 13:00 hs.

Ao retiramos a senha de atendimento prioritário , verificamos que havia, nessa modalidade de atendimento , cem pessoas, isso mesmo, cem pessoas à nossa frente.

Um dos clientes sugeriu, que nos dirigíssemos a outra agência do mesmo banco, localizada na Avenida Miguel Rosa no Bairro Piçarra e assim o fizemos.

Ao retirar a senha prioritária, nessa outra agência, às 13:20 hs, verificamos que havia 95 atendimentos prioritários à nossa frente.

Quando conseguimos chegar ao caixa, o relógio marcava 15:15 hs.

Agora nos digam , é ou não é uma pouca vergonha, o que esses bancos fazem com a população?

O que mais revolta o cidadão é saber, que existem leis votadas na Câmara Municipal de Teresina, que determinam que o cliente, não pode passar mais de 30 minutos em uma fila de banco.

Passamos uma hora e cinquenta e cinco minutos para ser atendido na tarde de hoje no Bradesco agência da Piçarra.

Sendo o setor financeiro , quem manda e desmanda nesse arremedo de país, só nos resta denunciar essa humilhação   a que  estão submetidos diariamente milhares de piauienses.

É isso.