Criptomoedas: Rússia lançará em breve a sua própria moeda digital

Confira!

Apesar da Rússia ser um dos países com governos mais fechados e autoritários do mundo, ela surpreendeu o mercado recentemente ao informar que vai entrar no universo das criptomoedas.

Foto Ilustrativa
Foto Ilustrativa

Ou seja, o governo aprovou a criação de uma moeda digital própria que será chamada de criptoruble e vai apresentar características bem diferentes das moedas digitais existentes atualmente.

Para você que é fascinado por tecnologia ou se interessa por esse tipo de assunto, continue lendo esse post até o final e fique por dentro de todos os detalhes sobre a nova moeda digital russa, bem como sobre as criptomoedas e como elas surgiram em nossa realidade atual.

Confira!

CriptoRuble: A moeda russa

A Criptoruble, para quem ainda não conhece, é a moeda virtual que será criada e controlada pelo governo russo. Isso significa que, ao contrário das outras criptomoedas, a criptoruble só poderá ser emitida e mantida pelo governo da Rússia.

Essa é uma criptomoeda que não poderá ser minerada (processo de fabricação tradicional) por outras pessoas. Todas as demais moedas digitais foram proibidas na Rússia e, dessa forma, apenas a criptoruble vai ser aceita no país.

A nova moeda não deve demorar a entrar em vigor e ela poderá ser trocada por rublos normais em várias transações comerciais. O seu surgimento só denota a importância que as moedas digitais vem apresentando no mercado hoje em dia. E caso ainda não saiba o que significa moedas digitais ou criptomoedas, confira o tópico abaixo e aprimore o seu conhecimento acerca desse assunto!

O que são criptomoedas? 

Já falamos no início do artigo que criptomoedas são moedas digitais, mas o que isso significa exatamente?

Bom, a criptomoeda é uma moeda, assim com o real ou o euro, só que ela não existe fisicamente e só pode ser encontrada no meio digital. A sua segurança é mantida por meio de criptografia, ou seja, códigos específicos que são muito difíceis de serem adulterados.

Assim como as moedas físicas tradicionais, as digitais podem ser usadas para diversas transações comerciais na compra de produtos e serviços. Acontece que o uso é muito mais restrito e poucas empresas no mundo aceitam receber o pagamento por meio de criptomoedas. Algumas corporações que aceitam são Dell, Tesla, Wordpress e Soundcloud.

Por causa dos códigos de segurança, as criptomoedas são muito seguras e praticamente impossíveis de serem roubadas. Elas geralmente possuem uma chave privada e outra pública que são acionadas nas transações.

Como surgem as moedas virtuais?

Você provavelmente está se perguntando como é o processo de surgimento de uma moeda digital. Em uma explicação mais simples, podemos dizer que a emissão das criptomoedas não é controlada por um banco central como acontece com as moedas físicas.

A moeda virtual é produzida de forma descentralizada em vários computadores diferentes e esse processo de surgimento é chamado de mineração. Outra forma de obter a moeda é por meio de compras em casas de câmbio próprias.

As criptomoedas surgiram no ano de 2009 e não é possível saber ao certo qual será a sua aplicação na vida cotidiana. Mas, ao que tudo indica, essas moedas digitais estão, aos poucos, conquistando o seu espaço no mercado financeiro e tem tudo para quem sabe substituir as moedas físicas em um futuro próximo.

O fato é que medidas como a da Rússia podem tornar as moedas virtuais mais conhecidas e pouco a pouco expandir sua utilização. E se você deseja saber mais sobre criptomoedas, não deixe de ler o post sobre Bitcoins e descubra todos os detalhes sobre essa novidade tecnológica, que tem tudo para crescer e expandir mundo afora!