Hackers

Descubra quais são as cidades com o maior número de dispositivos infectados.

A segurança digital é hoje em dia um dos pontos mais discutidos na população e boa parte disso se deve aos inúmeros ataques de hackers que acontecem diariamente em empresas, escolas e vários outros lugares.

Foto: reprodução internet
Foto: reprodução internet

Esta é uma realidade presente em várias cidades brasileiras. Não é à toa que o nosso país é considerado o terceiro que apresenta mais dispositivos infectados em todo o mundo.

E por falar em dispositivos infectados, a empresa Norton by Symantec realizou uma pesquisa e revelou as cidades que apresentam o maior número de dispositivos atacados por hackers.

Quer saber se a nossa cidade está presente nessa lista? Então continue lendo esse post e descubra quais são os lugares que encabeçam a lista das cidades com o maior número de aparelhos infectados pelos famosos piratas da internet.

Confira!

Cidades brasileiras com mais dispositivos infectados por hackers

Na pesquisa realizada pela Norton, a cidade de São Paulo aparece como a líder desse ranking, apresentando um índice de ataque global de 2,08% e 36,03% só no Brasil.

Na sequência dessa lista, aparecem as cidades do Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília, Uberlândia, Belo Horizonte, Fortaleza, Parobé, Goiânia e Recife.

Como já era de se esperar, os grandes polos urbanos do país, onde se concentra um elevado crescimento tecnológico, representam alguns dos pontos de maior risco em termos de segurança digital.

Agora se você acha que essa pesquisa envolveu apenas cidades brasileiras, está enganado. A Norton foi além e também revelou quais são os lugares da América Latina mais afetados por bots, também conhecidos como malware.

Confira!

Lugares da América Latina mais afetados por bots

Como foi dito anteriormente, os bots nada mais são do que malwares que infectam dispositivos que se conectam à internet. Nesse caso os hackers fazem uso desses malwares para passar a ter o controle, ainda que remotamente, de inúmeros dispositivos.

Só para você ter uma ideia, no ano passado, cerca de 7 milhões de aparelhos foram incluídos na rede global de botnets, o que representa uma quantidade elevada de dispositivos infectados por hackers se comparado a anos anteriores.

De acordo com a pesquisa da Norton, a cidade do México (México), seguida por São Paulo (Brasil), Buenos Aires (Argentina), Rio de Janeiro (Brasil), Caracas (Venezuela), Bogotá (Peru), Santiago (Chile), Montevideo (Uruguai) e Curitiba (Brasil), representam os lugares com os maiores índices de ataque por hackers coordenados por bots em 2016.

Como se proteger do ataque de hackers

Como pode notar são vários lugares que sofrem constantemente com os ataques dos hackers. E a dúvida que muitas pessoas fazem nesse caso é: Como se proteger desses ataques?

Bom, para evitar que esse tipo de problema aconteça com você, é sempre bom seguir algumas dicas de segurança, até mesmo para garantir que o seu dispositivo não seja infectado. Dentre as principais estão:

·Evite abrir links, e-mails ou qualquer outra fonte de informação desconhecida em seu dispositivo;

· Procure manter uma suíte completa de segurança ativa em seus dispositivos e, se possível, configure o seu aparelho para que ele faça atualizações automaticamente. Dessa forma, todos os softwares de segurança do dispositivo ficarão atualizados, diminuindo assim o risco de ataques.

· Procure sempre checar a fonte de arquivos recebidos, para saber se é legitima ou se trata de alguma ação de hackers.

· Na hora de criar senhas para os seus dispositivos, escolha opções mais longas e que envolva números, letras e caracteres especiais como #, @, &, dentre outros.

Se você mora em algum dos lugares mais afetados por ataques de hackers mostrados nesse post, procure seguir as dicas de segurança dadas acima para garantir que os seus dispositivos fiquem livres desse tipo de ataque.

Gostou do artigo? Então deixe o seu comentário e compartilhe conosco a sua opinião sobre esse assunto!